A HOZEN na revista Business Portugal

  • Início
  • /
  • A HOZEN na revista Business Portugal
on 08 Nov 2018 10:21 AM
  • Formação Consultoria
Data: Quinta, 8 Novembro, 2018

 

HOZEN - "Somos o parceiro de confiança das Empresas"

Garantir soluções globais integradas e especificamente adaptadas a cada necessidade, mantendo o foco na produtividade e no rápido retorno do investimento.

É este o principal lema da Hozen. Sediada em Ílhavo, esta é uma empresa que se dirige a organizações que apostam na melhoria contínua das pessoas e dos seus processos, através da identificação de oportunidades e da implementação de projetos que incluam soluções para aumentar a eficiência e eficácia das operações.
Em entrevista à Revista Business Portugal, Rui Silva, CEO da Hozen, dá-nos conta das principais áreas de atuação da empresa,que em pouco mais de um ano de atividade revela já uma forte dinâmica no setor.
 
 
“Somos consultores de otimização de operações, focados em resultados rápidos e expressivos nas organizações”, começa por afirmar o nosso entrevistado. Com mais de 20 anos de experiência de consultoria em empresas nacionais e internacionais, Rui Silva é claro em explicar que o sucesso deste trabalho só se consegue quando há qualidade e confiança. “O nosso posicionamento é de uma ligação muito forte com o cliente e muito focados em resultados de curto prazo. Todos os projetos que propomos são normalmente curtos, tendo uma duração média de seis meses. Fazemos um diagnóstico inicial, com foco na cultura da organização, nos seus processos e no envolvimento dos colaboradores, pretendendo-se apurar as oportunidades e definir as direções futuras da empresa em termos de otimização das suas operações”, acrescenta o responsável. Após o diagnóstico, é elaborado um plano técnico e tático, composto por métodos e ferramentas que contribuam para o aumento da produtividade e rentabilidade dos ativos da organização.
(...)
“Os nossos colaboradores dão-nos uma confiança muito grande em relação ao trabalho que desenvolvem, e são uma extensão da gestão da empresa dentro do cliente”, salienta o CEO.
Atualmente, a Hozen tem cerca de 20 projetos em andamento, sendo que mais de metade são extensões de projetos anteriores que apoiou, o que revela o sucesso da sua abordagem junto da indústria portuguesa, o principal foco da empesa.
 
Formação – Hozen Academy
 
A formação é um dos pilares essenciais para a valorização dos ativos das empresas.
No contexto de um mercado global cada vez mais exigente, a qualidade dos recursos humanos apresenta-se como uma vantagem competitiva fundamental. No âmbito das suas diversas áreas de atuação, a Hozen, através da Hozen Academy, organiza regularmente cursos técnicos orientados para as necessidades da indústria, abrangendo os patamares de direção e supervisão das organizações.
Esses cursos prendem-se com temas como gestão de operações, gestão dos ativos, gestão de cadeia de abastecimento, eliminação de perdas e melhoria contínua.
(...)
A Hozen tem ainda um conjunto de ações de formação intraempresa desenvolvidas especificamente para necessidades identificadas na indústria, além de formações à medida.
 
 
A Hozen dispõe de uma equipa de peritos em engenharia que, em regime de outsourcing, permite um serviço dirigido às necessidades específicas e pontuais dos seus clientes:
(...)
O outsourcing de competências técnicas em engenharia surge da perceção da Hozen de que uma boa estratégia ‘go-to-market’ define o sucesso ou insucesso de um negócio, pelo que o know-how e disponibilidade dos nossos engenheiros são elementos aceleradores e cruciais de qualquer projeto, onde recursos e tempo não abundam”, explica o nosso entrevistado.
 
Em jeito de conclusão, Rui Silva garante que o objetivo da Hozen passa por crescer nestas três áreas de negócio internamente e pela extensão internacional da empresa: “no próximo ano prevemos crescer bastante no mercado nacional, sendo o nosso principal objetivo a consolidação interna. De qualquer forma, o futuro passará sempre por uma presença internacional. Trabalhamos com alguns grupos empresariais que nos estão a solicitar apoio nas suas fábricas na Europa e na América do Sul, pelo que acabaremos por nos expandir para mercados que nos procuram. Contudo, continuaremos focados no mercado nacional e na consolidação interna da Hozen”.